10.2.11

Retaguardas esquecidas

Porque alguns carros mudam só na dianteira e quase nada na traseira?
Estava no meu carro parado em um congestionamento  e na minha frente havia um Fiesta, vi que era um Fiesta comum, portanto não dei muita bola, o trânsito finalmente andou e o Fiesta foi para a pista da direita, eu o ultrapassei e percebi que se tratava do novo Fiesta reestilizado, quis ver melhor a frente mas precisei prestar atenção no trânsito, acho que pensam que a traseira é a parte menos notada no carro, isso é um engano, pois se eu me deparasse com uma traseira de carro diferente eu ficaria mais curioso, e de admirá-lo por alguns minutos talvez eu pensasse na hipótese de comprá-lo, não que eu tenha dinheiro pra comprar um carro zero e não porque seja exatamente esse carro, mas isso é um fato corriqueiro que poderia acontecer com qualquer um, o que quero explicar nesse texto é  que a traseira de um carro as vezes pode ter uma divulgação maior do que a frente, se está no transito você vê apenas traseiras, as dianteiras passam rapidamente pela esquerda, nem dá tempo de vê-las direito, salvo se tiver estacionado ou anúncios de revistas, mas é diferente vê-lo ao vivo do que em uma foto. Não sei o que as montadoras pensam a respeito, talvez por corte de gasto no projeto ou simplesmente carros que logo sairão de linha não compensariam tanto investimento, não tem o porque disso, pois o comprador estaria levando para casa um suposto novo carro que foi apresentado como "Novo" Carango, etc, e tem que ser também novo na traseira ou ele estará levando meio carro novo.

O caso do "Novo" Fiesta hatch é o mais explícito, pois recebeu uma frente interessante e atualizada  (que já está sendo conhecida pela net como frente Spock) mas o bom trabalho dos designers foi por água abaixo com a mudança ZERO do para-brisa para trás, a frente  do carro simplesmente não casa com a traseira, e o mais incrível é que  esta já é a segunda reestilização que o carro sofre e a traseira pela segunda vez não muda, apenas um fumê na lanterna, o que poderia ser feito seria uma inspiração no modelo Figo, que não é uma unanimidade mas pelo menos mostra que é um modelo diferente quando visto de traseira. Tudo bem que fica mais cara uma mudança na chapa do carro, mas há pontos que podem ser facilmente mudados com criatividade sem alto custo como a posição das luzes na lanterna, mudança no desenho do para-choque que é de plástico, e o velho truque da mudança da placa da tampa para o para-choque e vice-versa as vezes funciona.  Uma vez fiz um pitaco no Fiesta.

O uso de apliques ajuda um pouco na mudança do visual, no caso do novo Celta melhorou em termos, já que não mudou tanto na frente nem atrás , uma imitação de spoiler e um aerofólio dão uma ar mais esportivo, mas a lanterna poderia sofrer alguma mudança na configuração das luzes, ganhou apenas um fumezinho básico, pra variar.  Se visto de traseira, parece diferente mas fica parecendo um carro personalizado pelo próprio dono e não original de fábrica.

O caso da Space Fox foi uma sacada bem interessante, pois abaixo da lanterna temos apenas peças de plástico, a lanterna além da nova disposição de luzes ficou reta embaixo e com algumas mudanças na peça que liga ao parachoque e na tampa, temos uma nova lanterna que combina com o desenho da nova dianteira. No caso do hatch o formato não mudou, mas a configuração das luzes sim, e quando visto de traseira pode-se ver que se trata de um novo modelo.
Apesar do Palio ter passado por 3 reestilizações, todas elas passaram por mudanças nas traseiras, e nesta última teve até mudanças nos vincos laterais visto de trás pode-se dizer exatamente qual geração ele pertence, é o correto quando se faz um face-lift,  mas... montadoras, não façam isso em casa, uma ou no máximo duas reestilizações já bastam para a próxima vez mudar completamente a carroceria.

A segunda geração do Gol (bola) também mudou várias vezes e sempre deram um jeito de fazer alguma mudança nas lanternas, tampas e parachoques.

Na reestilização do Dobló foi possível a mudança da lanterna porque ela estava envolvida em uma peça plástica, boa sacada, mudou o visual e percebe-se fácil a nova traseira.

Mas há casos em que o melhor é nem mudar, não acham?

19 comments:

Eduardo Escobar said...

Coincidentemente ontem também estava analisando a traseira de um Fiesta Sedan. Comparei o novo com o da minha irmã, um 2008 e é verdade, não mudou nada. Só que a sinaleira "fumê" deu uma afinada na traseira, que ficou mais magra e insossa. E sobre o Pálio? eu considero que a melhor traseira era aquela que tinha a placa dentro da tampa do porta-malas. Aí quando a Fiat acertou, mudou tudo e colocou a placa novamente no parachoques, no Novo Palio. Perdeu pontos comigo.

roger said...

Quem vê cara...não vê CUração... quem decide por mudanças parece ver só pela Frente :-)

Victor Braga e Bravo said...

Pois é, é essa a realidade pós-crise econômica mundial... rs

Nanael Soubaim said...

ignorar traseiras, no Brasil, é uma baita contradição. No caso do Fiesta, eu tornaria útil toda a extensão da lanterna, colocaria a luz de direção em uma longa vertical, na lateral e uma bolinha como luz de ré, em baixo, talvez na mesma peça cristal da seta. No pára-choque um chanfro atrás das rodas, para extrair o ar, e dois furos imitando escapes esoportivos, nas extremidades traseiras.

Rodrigo said...

Du, qual seria sua sugestão para uma traseira que combinasse com a dianteira do Fiesta Hatch e Sedan?

Fernando Tiago said...

Como assim não preceberam a diferença? Ah, não tem percepcão. O 2010 possue uma mini luz de gato na lanterna. Essa foi a grande evolução da traseira dele !!!!!!!!

Fernando Tiago said...

Como assim? Não perceberam a diferença ? No 2010 possue uma mini, micro luz de gato na lanterna. Essa foi a unica diferença que encontrei nas traseiras, a maior evolução deles !!!!!!!!

Du said...

Ah sim, eu tinha feito um pitaco uma vez, olha lá

http://irmaododecio.blogspot.com/2010/04/analise-de-estilo-face-lift-fiesta-2011.html

Rafael said...

Grande Du! É impressão minha ou todas as logos das marcas dos carros nestas imagens estão apagadas/borradas? Foi mais alguma idiotice de uma montadora em cima de coisa nenhuma? Estou curioso e intrigado. Abraço!

Du said...

Acho que foi costume mesmo borrar a marca, não sei por que ainda faço isso, deve ser trauma. rsrs

Rodrigo said...

Ok, eu busquei no blog antes de postar meu pedido e não tinha achado o "pitaco". Entendo suas razões naquele post, mas acho que ficou faltando combinar a angular traseira do sedan com a frente arredondada. Também acho que mereciam outras lentes na lanterna traseira...

Du, quero deixar uma sugestão: Quando fizer novos carros ou projeções, faça em imagens maiores para podermos enfeitar nossas áreas de trabalho (plano de fundo)! Seria muito legal! Abs

Ford Maverick said...

Realmente essa nova frente do fiesta é bonita.. só que nao tem nada a ver com a traseira! parece que é um novo "meio carro"
mas como foi dito, no caso da strada era melhor nem mudar...

GustavoEgito said...

Grande Du, lá vim eu novamente pedir-lhe uma pequena correção. Posso estar ficando chato, mas seu rabalho é tão bom que não merece certos "furos".

O 1º Fiesta montado na Bahia, geração chamada na Europa de "MK6", uma geração belíssima que sofreu 2 alterações no Brasil e é fabricada até hoje - e uma outra alteração é chamada de Figo na índia (Figo na Índia/Figo da Índia/Fígado de índios, que trava-línguas!) já era diferente do original alemão e NÃO está intacta desde o seu lançamento.

Já nasceu diferente do alemão (para pior) nos faróis dianteiros, e (para melhor) no console central e nas lanternas traseiras. Tenho um Fiesta Personnalité destes, 2005, uma beleza de carrinho.

Porém, na 1ª alteração, para 2007,(que os marketeiros chamam de "Nova Geração", mas não é! É alteração!) a Ford mexeu (ou matou!) a dianteira, mexeu no interior (criando vincos e pintando plásticos de prata) e na traseira, SIM!

Na traseira, mudaram as lanternas e ré e colocaram um vinco na parte inferior cental do para-choque. Existe até um aplique de série neste local para a versão Trail.

Porém, realmente, na última alteração, para 2011, não mexeram em nada.

Du, se puder me confirme: a terrível alteração da dianteira do modelo 2007 foi mesmo para "equilibrar" o perfil do modelo sedã, que já possuía um imponente traseira alta, mas a(belíssima) frente baixa do hatch?

A Ford gosta de dianteiras tão altas quanto a traseira. Lembras do Taurus? Quando baixavam a frente baixavam traseira também. Quando subiam, idem.

PAULO RICARDO DE CARVALHO SARACELLI said...

Eu acho a frente do novo fiesta horrorosa, mas gosto é gosto né? só se salva os faróis em fumê mesmo, porque normal... irck!!!
eu gosto muito mais da transformação do ford figo e achei estupidez não trazer essa idéia para o brasil polpando gastos com um novo projeto (horrível por sinal).

Israel said...

É incrivel como o 1º palio consegue ser mais bonito que o ultimo modelo...

ZERO II said...

Acho que a Ford tentou compensar o facelift feito só na traseira do Fiesta Sedan. Lmbra daquela propaganda que ele só andava de marcha a ré e a música rolava ao contrário?

tm said...

O Fiesta Sedan mudou a traseira, que ficou parecida com a do Fusion, ao meu ve ficou bonita. No Hatch a Ford deveria ter posto um lantena tipo da geração aterior do focus pra combinar com a frente, ou ter feito uma lanterna bumerangue.

Raí Carlos said...

Execelente matéria Du, sempre notei esse problema na traseira do Fiesta, mas nunca ouvi ninguém questionar, essa nova frente dele ficou legal mas não combina com o resto do carro.
Agora o Palio e a Parati, eu acho que era melhor ter ficado esquecida, porque essas versões atuais deles não me agradaram em nada, a do palio tava boa até a 3ª geração, mas nessa última ficou péssimo, a lanternagem traseira não combina com o carro, já a Parati, eu achei que ela perdeu a "graça" das lanternagens, essa nova está muito comum.

Caco Antibes said...

Outro que também teve sua retaguarda esquecida foi o Xsara (hatch) que passou da primeira para a segunda geração com somente uma mudança nas lanternas frontais.