13.6.10

Desenhos geniais (1)

Alguns modelos que revolucionaram a indústria através de seus desenhos inovadores, alguns causaram até certa estranheza na época devido a extrema modernidade, mas ditaram novas tendências para os anos seguintes...
Chrysler Airflow -  o Airflow 1934 foi um divisor de águas para os carros de produção em série, o estilo Streamline, baseado nos avanços da engenharia aeronautica (e ferroviária também) o Airflow mostrou o início da preocupação da indústria automobilística com a aerodinâmica, o motor era montado em cima do eixo dianteiro, esse formato permitia o avanço da cabine e os bancos traseiros ficavam a frente do eixo traseiro e como eles ficavam mais embaixo havia mais espaço para passageiros mais altos, sem contar que melhorou a distribuição de peso e consequentemente a estabilidade. O carro tinha tudo para dar certo, mas o estilo aerodinâmico não caiu bem para os consumidores que na época eram muito conservadores e não aceitaram muito bem as inovações, porém suas linhas influênciaram vários carros como o Lincoln Zephyr, o primeiro modelo da Toyota e o VW sedan (o Fusca), esse formato prevalesceu nos anos seguintes, mas por ironia o Airflow durou pouco.



O vídeo (principalmente no final) mostra a robustez  do Airflow mesmo que despencando de um penhasco ainda sai andando.

Citroën 2CV - O minimalista 2cv foi um carro bastante ridicularizado no seu lançamento em 1948, a imprensa tinha inventado um slogan "Vem com abridor de latas?", mas ninguém entendeu que o objetivo da Citroen era substituir as carroças, bastante utilizadas na França, mas depois mesmo tendo um visual estranho (no qual este blogueiro que vos fala é um fan) conquistou muitos admiradores vendendo mais de 5 milhões de unidades até 1990. O desenho apesar de não parecer foi cuidadosamente projetado, todas as partes da carroceria podem ser facilmente desparafusadas, os bancos poderiam ser retirados para levar mais carga e o teto de lona é para levar cargas mais altas, é quase uma caminhonete.

Citroen DS - Ao ser apresentado em 1955, o DS desenhado por Bertone deixou quase todos  os outros carros obsoletos, frente baixa e extremamente aerodinâmica para a época, visto de lado é  como uma asa de avião e do parabrisa pra trás era  uma linha descendente, a inovação não foi apenas visual, a suspensão independente a gás oferecia maciez ao rodar, e poderia levantar ou abaixar conforme o terreno.

Mini - Outro carro que este blogueiro também é fan (e que um dia terá um), Projetado por Alec Issigonis o Mini foi apresentado em 1959 como Austin Seven e Morris Minor, com motor de 848 cc era um carro inglês de pequenas dimensões com um pouco mais de 3 metros de comprimento. Também foi um carro importante na história do design automotivo pois mecanica e o desenho da carroceria foram estudados para atuar em função da comodidade dos passageiros. O aproveitamento de espaço era extraordinário. 
 
Lamborghini Miura - Talvez não seja tão lembrado quanto o Countach ou o Diablo, mas foi o Miura (projetado por Marcelo Gandini que trabalhava na Bertone) que moldou um novo formato para os esportivos de rua. Apresentado em 1966 era inspirado em modelos de competição, de motor central e carroceria com perfil baixo e linhas sinuosas chegou a ofuscar até os Alfa-Romeos e Ferraris, e foi considerado um dos mais belos carros da época.

Pierce Arrow Silver Arrow - Assim como o Dodge Airflow, o Silver Arrow foi projetado com preocupação na aerodinâmica, o carro foi lançado em 1933, anunciado como o carro da década de 40, embora os carros da década seguinte não seriam tão parecidos assim, mas sem sombra de dúvida o Silver Arrow era muito futurista. Era um carro bastante exclusivo e caro, possuia carroceria de alumínio e motor V12, que levava o carro a impressionantes 160 km/h (para a época era muito) pois só foram fabricadas 5 unidades.


Cisitalia 202 - Criação do estúdio Pininfarina, o 202 da italiana Cisitália conhecida por seus carros de competição foi apresentado em 1948 e mudou o padrão dos carros esportivos no pós-guerra e redefiniu o estilo italiano de design, o que pode ser visto pelo capô em um nível mais baixo que os paralamas sinuosos, feito artesanalmente de chapas de alumínio em um molde de madeira. Antes os elementos dos carros eram tratados de forma separada para serem encaixados ao corpo do carro, no Cisitalia peças como capô, para-choques e faróis eram tratados como partes integrantes do corpo  do carro. De carroceria estilo fastback e linhas sinuosas, o Cisitália elevou o design automotivo a obra de arte.


Jeep - Surgiu durante a segunda guerra quando o exército americano precisava de um veículo leve que fosse capaz de andar em terrenos difíceis. A Bantan apresentou o primeiro protótipo (com frente diferente) mas o exercito permitiu que a Willys e a Ford explorassem a tecnologia do Bantam e apresentassem seus protótipos, no fim o modelo da Willys se deu melhor, mas modelos Ford e Bantam também foram produzidos no início. O Jeep era um carro prático e inovou com o conceito de multiuso pois podia ser utilizado tanto no uso militar quanto para o uso civil, como agricultura, veículo de apoio e até como carro da família.

Tucker Torpedo - Como fabricante de aviões para a segunda guerra, Preston Tucker queria fabricar um automóvel que fosse baixo, seguro, rápido e com boa aerodinâmica, resultou no modelo Torpedo, um carro com desenho futurista,  perfil baixo, muito a frente de seu tempo, possuia um motor de 6 cilindros utilizado em helicópteros, foi um dos primeiros projetos a ter uma preocupação com segurança, contava com cintos de segurança e compartimento deformável para os passageiros, o parabrisa poderia ser retirado em caso de colisão. O Tucker chegou a ser considerado o carro dos sonhos, mas por causa de calúnias vindas das concorrentes e com a ajuda do governo puseram em cheque a  honestidade de Tucker, que foi julgado e absolvido, mas já era tarde, esses eventos já prejudicaram a fama do carro.


Renault Twingo - Lançado em 1993, foi o carro que popularizou o formato monovolume para carros compactos, de acabamento simples seu formato permitia um bom espaço interno, os bancos traseiros rebatiam e inclinavam e numa combinação com os bancos da frente teríamos uma cama, o que muitos diziam que o Twingo era o carro certo para  "fazer filhos"...

Como existem centenas de veículos revolucionários, e para quem tradicionalmente comenta que "esqueci" de algum carro, aviso que a postagem terá continuações.

15 comments:

cRiPpLe_rOoStEr a.k.a. Kamikaze said...

o twingo é um carrinho legal, apesar de ter uma má fama e algumas más línguas se referirem a ele como carro de viado... eu tinha vontade de pegar um para montar um "pocket-rocket" com motor e câmbio do mégane 2.0... quanto ao mini e ao citroen 2cv, prefiro me abster de comentar pq eu tb sou fã deles, e o citroen ds é outro modelo que eu aprecio bastante...

Victor Braga e Bravo said...

Existem trocentos carros que, como você disse, não citou aí (seria impossível citar todos em um único post). Para mim acho que só faltou o Studebaker mesmo, que para a sua época possuía estilo inovador.

Nanael Soubaim said...

O Fusca é um caso à parte, quanto mais me aprofundo na história, mais remotas são as referências a ele, já encontrei dos anos 1920 e o modelo definitivo foi baseado justo em um Mercedes-Benz daquela época, e foi o protótipo da MB que definiu os padrões finais (estilo, robustez, aerodinâmica, etc) do monstrengo que é meu carro favorito. Como os demais, o desenho dele tem algo que pouco se vê hoje em dia, foi feito para funcionar, o restante veio de efeito colateral. Um 2CV é quase o ápce da funcionalidade, cujo título eu reservo à Kombi.

Lucas BiLL said...

Não sou da época dos antigos, então não posso falar muito deles (mas não deixo de ser fã)... Porém sei de um desenho atual que PRA MIM, mudou o mercado (pelo menos o brasileiro). É o new Civic, o desenho dele com o capô curvo seguindo até o para-choque foi um desenho super-futurista para a época de lançamento, virou moda, e agora vemos outros competindo, como o KIA Cerato nova geração e na HONDA mesmo o City.

Imagino que nessa Onda de Carros "bicudos" uma Grande Atualização seria do FIAT BRAVA (não o BRAVO de hoje) pois me lembro que o seu design tbm era bem diferente pra época, com as suas lanternas traseiras triplas que sitavam o seu estilo junto com o seu Farol Fino;
uma reestilização dele hoje seria uma competição a pár de civic, cerato ou city.

Victor Braga e Bravo said...

Faltou o Fiat Uno Du... hehe

Du said...

E eu achava que o Fusca fosse inspirado no Tatra 87, este que fora influenciado pelas linhas do Airflow, mas citarei em próximas postagens
O Studebaker esta certo para a lista, mas aí já tinha 10 citados, portanto, estará na próxima.

Nanael Soubaim said...

O 87 e o Fusca têm sim muito um com o outro, são consanqüíneos, por assim dizer. Porsche trabalhou para a Tatra. Mas o estilo e algumas soluções técnicas de ambos já vinham sendo utilizados (isolados) desde o início do século XX. Tanto que mais de um já reivindicou para a família a verdadeira autoria do Fusca, incluindo os direitos autorais dos mais de vinte milhões já produzidos. Imagine um só euro por cada um. O facto é que somente Porsche sabe quando o Fusca nasceu como idéia, a certeza é que a Mercedes Benz foi a mãe. Mas vamos concluir que isto é conversa para o blog do Guilhon.

BNLPlayer said...

Se ainda fizessem testes como os da Chrysler, eles eram feitos com pessoas dentro do carro ou eram empurrados?

Pedrov said...

Eu incluiria nessa lista o Ford Taurus. Foi ele que rompeu com o desenho caixote dos carros dos anos 80 introduzindo os parachoques envolventes e linhas aerodinãmicas que ditaram o design dos carros dos anos 90.

Sergius said...

Então, vai aí mais uma controvérsia sobre a origem do fusca, que até virou livro: é a história de Josef Gantz.
Vejam http://en.wikipedia.org/wiki/Josef_Ganz

Sergius said...

Dois anos depois do Cisitalia 202, foi a vez do Lancia Aurelia, com motor V6, de 1950, embora já estivesse pronto antes mesmo de 1947.
Vicenzo Lancia foi mesmo um pioneiro em soluções mecânicas e de carrocerias. Algumas, usadas até hoje, como a suspensão independente nas quatro rodas e os amortecedores envolvendo as molas helicoidais.

Sergius said...

Du,
Depois da série "desenhos geniais", que está ficando ótima, que tal fazer a série "pequenos geniais", desde o Topolino 1937?
Abraço,
SWF

joão victor said...

super legal o post,

adoro o citoën 2cv. ai du, faz uma releitura dele tbm mas pra frente ^^
o citroën DS tbm e mt lindo. normal, quem desenhou foi o bertone :P o cara é foda! sou mt fã dele, quem sabe du, vc faz um top 10 ai com seus melhores carros ^^
a lambo miura tbm mt lida, com aquelas palhetinhas la no parabrisa traseiro. axo o ford gt mt parecido com ela

Linus said...

Airflow tem uma cara de buldogao. Mas andei vendo esse modelo da toyota, putzgrila, é clone. Japonesada copiando desde o inicio.

oi said...

o museu roberto lee posuia um tucker,o museu estava abandonado e só agora foi salvo ao examinar bem o carro o pessoal da revista classic show descobriu que somente a lataria era de tucker e o resto era de cadilac ,eles foram atras dos antigos proprietarios e descobriram que quando o 3° e o 4º propritario os compraram ele ja estava modificado,o que leva a acreditar que foi o 2º proprietario que o adaptou