3.11.10

Camarada Niva

 Uma repaginada no valente jipe russo...
 A idéia era lembrar detalhes do primeiro Niva, como a disposição dos piscas acima dos faróis, os vincos laterais para dentro, e acessórios para o uso fora-de-estrada. 
No arco do paralama deixei de lata (como era no antigo) ao invés de uma cobertura plástica, o plástico está apenas presente na parte de baixo da porta para evitar arranhões no uso fora-de-estrada,  a lanterna é vertical como na segunda reestilização, achei que uma lanterna horizontal não ficaria bem. Usei o novo Uno e partes do meu 147 como base na projeção.
 A versão 4 portas é imprescindível para os dias de hoje.

Imagens em 1600x1200
001 - 002 - 003



O Niva saiu primeiro na revista Planeta Off-Road edição 25,juntamente com outros modelos off-road que eu tinha feito, o Toyota Bandeirante saiu inclusive na capa. Agradeço a redação pela matéria.

História do Niva

Lançado na Rússia em 1977 pela Lada (ou AutoVAZ), o Niva possuia muitos componentes do Fiat 124, apesar de ter um desenho próprio, era um jipe com carroceria fechada e tração integral permanente, o motor era um 4 cilindros de 1600 cilindradas.  
Para a década de 90, novas lanternas verticais e tampa traseira, além da extinção do quebra-vento, surgiu também uma versão alongada com 4 portas e outras variações como a picape e a Van, o motor passou a ser 1.7. A partir de 1990 o Niva passou a ser importado no Brasil sendo o mais popular entre seus irmãos russos  se tornou uma opção mais acessível para o uso fora-de-estrada.
O Niva 2 surgiu em 2002, um projeto em associação com a Chevrolet no qual também chegou a ser comercializado com o emblema da marca americana, o modelo tinha o mesmo conjunto mecânico do antigo Niva.
O modelo antigo ainda continua em produção e sua importação será retomada no Brasil.

24 comments:

Gustavo said...

Sempre achei o niva um 147 grandão.

Rodrigo said...

Poderia ter usado a plataforma do Logan que é usado no Duster, já que a Renault tem parte da Lada

Du said...

Na verdade era a imagem retrabalhada do 147 que eu tinha feito em cima do Uno no Photoshop, fiz meio que na brincadeira e acabou ficando bom.

Du said...

Tb nem lembrei desse lance com a Renault... hu hu

Guilherme said...

DU Você poderia repaginar o Laika,e fazer um Niva Pick-up.'

Du said...

Dificil é arranjar tempo pra fazer um monte de versões, tem mais coisa na fila mas o Laika está nos planos, só não sei pra quando.. rsr

Nanael Soubaim said...

O Ecosport que se cuidasse, ainda mais agora que ficará feio.

andré said...

Du, pra ficar perfeito, apenas divida a lente da seta em duas, metade branca (é a lanterna) e metade ambar (essa a seta mesmo). Esse pequenino detalhe da uma diferença total hehehehe para lembrar o velho russo. Espero que o Niva volte mesmo ao mercado brasileiro. Se fosse ao preço de 1992 então (13 mil dólares), seria mamão com açúcar rsrsrs. Daria hoje uns 20 mil reais!, com impostos e tudo (os impostos na época são praticamente os mesmos de hoje em dia). Abs!

"GRAUÇÁ", O NIVA 4x4 said...

Sem comentários...
Já está no blog do Niva Grauçá 4x4:
http://grauca4x4.blogspot.com/2010/11/camarada-niva-do-blog-irmao-do-decio.html

Kavuska said...

Achei legal pelo trabalho do autor, mas sinceramente pra mim, ficou muito "fragil" em termos de visual. Perdeu o parachoque robusto (sei que é uma questão de segurança ativa), mas vai ancorar o guincho onde?
Imagine colocar um fru fru destes num barreiro cheio de pedras e galhos...se for acompanhar os projetos atuais, com chapas de aços finas e áreas de deformações programadas, um carro deste não duraria 5 anos em uso off road, como duraram os 20 anos do niva.

Du said...

É, nem tudo é como antes...

Alissandro said...

Horroroso, como todos os demais Nivas.

draco leone said...

alissandro, você esta bem enganado, os Nivas são verdadeiros 4x4, sem frescuras de ser jipe urbano como a marioria dos carros hoje em dia, ele enfrenta quase qualquer trilha e tem uma robustez unica, com certeza, um dos melhores carros russos ja fabricado.

Bom, a frente me lembrou muito o de um ford, a grade parece vir do mustang, o jeito parece de chevrolet anos 90, e pra finalizar os farois estilo twingo, realmente, bem simpatica, mais do que o Niva original.
A traseira ficou estranha com o farol vertical que encosta no parachoque sem pintura, mas n estraga o desenho num geral.

9/10 - muda essa lanterna traseira

Nanael Soubaim said...

O Niva é um dos poucos que podem rodar na cidade e no campo de batalhas com a mesma desenvoltura. O que acontece é que o automóvel é uma máquina, deve ser um servo mecânico e não o contrário, como tal a prioridade é o bem-estar do usuário e das pessoas à volta, a não ser que ele passe a vida inteira na lama, a ponto de as quatro últimas marchas poderem ser retiradas (com ganho de eficiência do veículo) e ficar só com primeira-reduzida-ré, nunca excedendo trinta por hora. Fora isso, eu prefiro trocar os pára-lamas de vez em quando a ferir gravemente alguém por qualquer esbarrão.

Guilherme said...

Du,poderia fazer um cartoon desse Niva?Deixa porfavor?

Guilherme said...

Du,poderia adicionar meu blog a sua lista de Blogs?(novounodesign.blogspot.com)

Lá está tento um projeto,estaria honrado de sua participação

Du said...

Teu link já está aqui na lista faz tempo... pode fazer um cartoon se quiser.

Du said...

A new Niva from the land of the Bossa nova... haha

http://www.wired.com/autopia/2010/11/a-new-niva-from-the-land-of-the-bossa-nova/

Nanael Soubaim said...

Interessante trem lembrado da joint-venture. O teu Niva poderia suceder o Trakker e concorrer com o Eco, já uma versão maior e abrutalhada seria um bom sucessor para os Hummer.

nil said...

"O modelo antigo ainda continua em produção e sua importação será retomada no Brasil."


"papai noel existe"

"os comunistas comiam criancinha"

Du said...

Nesse site russo, eles pediram as minhas imagens para ilustrar, lá eles afirmam que uma nova geração será fabricada no Brasil junto com a Renault na base do duster.

http://www.infox.ru/auto/car/2010/11/09/Kakoy_budyet_novaya_.phtml

^coloca no Google Tradutor

Nanael Soubaim said...

Eis a trasução, meio tosca: http://translate.google.com.br/translate?js=n&prev=_t&hl=pt-BR&ie=UTF-8&layout=2&eotf=1&sl=ru&tl=pt&u=http%3A%2F%2Fwww.infox.ru%2Fauto%2Fcar%2F2010%2F11%2F09%2FKakoy_budyet_novaya_.phtml

Só não traduziu os comentários. Concordo com eles, se a intenção é um fora-de-estrada acessível, o desenho simples e eficiente do teu modelo é o mais adequado.

Du said...

Acabei de fazer umas atualizações no Niva, coisas sutis como um pequeno estribo, levantamento da suspensão e do teto, parachoque mais saliente, pisca de duas cores, e o logo, aquele azul estava com muita cara de Ford.

Gil Roberto said...

Parabéns pelo seu trabalho, acompanho-o há algum tempo, suas propostas são sempre criativas e bonitas!

Algumas retificações:

As lanternas verticais apareceram em 1995, ano em que o Niva sofreu suas primeiras alterações significativas, entre as quais: nova tampa traseira, novas lanternas traseiras, tampão no porta-malas, novo painel, novos bancos dianteiros, alterações no radiador, no servofreio, na relação dos diferenciais;

O quebravento foi suprimido apenas a partir do modelo 99;

O motor 1.7 apareceu em 1996, em 1997 passou a ter injeção eletrônica monoponto (hoje ela é multiponto), embora ainda fosse fabricado na versão com carburador, fornecida a alguns países

O "Niva 2" na verdade era um novo projeto da Autovaz/Lada que estava parado devido à falta de capital da Autovaz. Uma associação com a GM, que injetou dinheiro no projeto, permitiu o término do projeto e o lançamento do "Chevy Niva", que é vendido pelas revendas GM na Europa Oriental ainda hoje

O Niva sofreu novamente significativas modificações mecânicas em seu modelo 2010, lançado como Lada 4x4 M (o nome Niva deixou de ser usado pela Lada devido ao acordo com a GM, passou a ser exclusivo do Chevy Niva). Estas alterações foram discretas mas importantes, visando melhorar o desempenho e o conforto do Lada 4x4.

Tanto o Lada 4x4 M como o Chevy Niva continuam em produção.