16.3.14

Maverick King Cobra


Um estudo sobre como seria um Aero Car brasileiro, escolhi o Maverick em um estilo inspirado no Ford Torino King Cobra...





A principal mudança foi na frente que ficou mais comprida e afilada como em um carro esportivo, os faróis ao invés de serem escamonteáveis tem apenas uma bolha acrílica, a entrada de ar inferior ficou  maior e foi inserido um spoiler.

 A parte traseira tem uma inspiração maior no Maverick Grabber americano.


Não optei pelo enorme aerofólio como no  Daytona, apenas um simples ao estilo dos anos 70 com o nome estampado.  As  lanternas foram esticadas até o bocal do tanque.

Aero Cars


Os Aero Cars ou Aero Warriors eram modelos de produção mas modificados para competirem na Nascar  entre os anos de 1968 a 1970. O primeiro deles foi o Torino Talladega, seguido do Mercury Cyclone Spoiler, mas os mais conhecidos foram os Dodge Daytona e Plymouth Superbird que tinham uma frente aerodinâmica e um enorme aerofólio.

 

Em 1970 a Ford tentou contra-atacar os Daytona/Superbird  com o substituto do Talladega, o Torino King Cobra e o Mercury Cyclone Spoiller II, a frente ficou mais aerodinâmica e bem semelhante a do Datsun 240Z (o farol, porém, não era escamonteável, tinha apenas uma tampa que era colocada manualmente para melhorar a aerodinâmica),  mas devido as mudanças das regras da Nascar o projeto King Cobra foi abandonado.

2 comments:

Unknown said...

Ficou muito legal e bem pensado. Não tem nada a ver, mas sua projeção me lembrou uma modificação que um funileiro aqui do Belém (bairro de SP) fez na frente de um maverick ao adaptar os faróis quadrados do chevette 82. No começo ele ía fazer a grade junto dos faróis, mas depois ele fez a grade em baixo do parachoque adaptando a grade do chevete invertida e fechado acima do parachoque. Creio que isto foi em 1979/1980, pois era criança na época.

El Misionero Matsuura Junichiro a.k.a. Marcos Freybert said...

Parece um Puma GT anabolizado. Se lançassem em formato kit-car, faria MUITO sucesso.