24.1.10

Ford T Reloaded



Um estudo sobre como seria um veículo centenário nos dias de hoje...



Para esse estudo beleza não foi tão fundamental, pois são linhas inspiradas em um "pé-de-bode" e a finalidade foi lembrar o modelo dessa época, mas com roupagem atual e só agora com essa tendência de formatos mais retilíneos consegui chegar a essas linhas que hoje em dia seriam as de um carro familiar ou uma espécie de crossover, já que o T era "pau pra toda obra".



Decidi por linhas angulares, de acordo com o formato da grade hexagonal, os faróis deixaram de ser redondos dando um aspecto mais moderno, o farol fica ao lado do pisca que se se encontra com a grade formando um T, a grade em formato de lâminas apesar alguns não gostarem é o padrão atual da marca, o capô foi a parte mais complicada, pois nos estudos iniciais o vinco era mais aberto que terminava na coluna A e os paralamas eram salientes dando um aspecto de caminhão, então decidi seguir uma linha reta que chegando a 3/4 do capô ela abre e avança pela lateral como um vinco até chegar a traseira.

Os paralamas sugerem uma saliência, o formato lembra os primeiros Modelos T, o dianteiro é reto e o traseiro redondo. O formato do teto tenta lembrar o  da capota do modelo original, só que esta é rígida.

Para  dar mais praticidade ao carro a abertura das portas é suicida sem a coluna, facilitando o acesso atrás, e a abertura do porta malas é em duas partes, para dar um aspecto retrô ao carro a traseira é bastante recuada terminando quase em cima do eixo traseiro, o porta-malas diminuiria mas como o estepe é fora ganharia em espaço vertical.  Em relação ao estepe, não confundir com os dos SUV, é mais um estilo continental que fica para trás dos limites do parachoque.



Quanto a motorização, poderia ser um híbrido, um carro de 4,20m a ser vendido nos EUA poderia além do motor elétrico teria um motor 2.0 ou 2.5 e concorreria com os retrôs PT Cruiser e HHR.

 No parachoque traseiro há dois compartimentos para guardar ferramentas.

 Este Modelo T teria mais cores disponíveis além do preto... Enfim, seu avô ( ou bisavô) agora poderá renovar a carta, rs.


(Photoshop, à mão e em 3D)
Para quem se assustou com o visual "pesado", na próxima semana apresentarei o Roadster, com um visual muito mais leve e com um radiador diferente.

História do Modelo T


O Ford Modelo T foi lançado em 1909, de início feito artesanalmente e com um motor que funcionava com gasolina e etanol (flex?),  o T foi o precursor dos carros populares, pois pouco tempo depois, ele passou a ser montado em uma linha de produção, o primeiro carro produzido em massa e o tempo de produção foi tão levado a sério que todos os carros eram pintados na cor preta, gosto pessoal? Não, de acordo com Henry Ford esta cor secava mais rápido, simples assim.

Em 1915 algumas modificações como os paralamas mas arredondados e a inclusão de outras versões de capota fechada, em 1923 algumas alterações e os novos modelos Tudor e Fordor. Só que os modelos já sentiam queda nas vendas devido a concorrência, principalmente dos Chevrolets que estavam mais modernos, a Ford então reagiu oferecendo finalmente carros com outras cores além da preta. Em 1927 o modelo T encerrava sua produção com mais de 15 milhões de unidades produzidas, sendo substituído pelo modelo A. O modelo T também chegou a ser montado no Brasil em uma espécie de CKD.

46 comments:

Victor Braga e Bravo said...

Bem concept. Bom trabalho Du. Vc tem muito talento para o design! =)

Largartixa said...

PARABENS UMA CONCEPÇÃO NOVA GOSTEI MUITO VOCE SEM ME SURPREENDE FALANDO EM SUPREENDER E O CAMPER? ASSIM QUE TIVER PRONTO ME MANDE POR EMAIL blogdolargartixa@hotmail.com

Nanael Soubaim said...

Ficou esquisitíssimo, mas eu gostei. É o concorrente ideal para o Dobló (popular "Tropeço" da família Addams), o coitadinho está praticamente só no seguimento, igual à Kombi... Agora me dei conta, o Tropeço pode acabar virando um clássico e nunca mais sair de linha. Eu compraria, as soluções práticas e bem pensadas são geniais, as portas de abertura contraposta e a abertura independente do vidro traseiro são detalhes que cativariam de imediato as mães, já o estepe continental vai de encontro ao que Bob Sharp tanto reclama, fora que é fisicamente mais prático para a troca. Enfim, o Tropeço é um sucesso absoluto de vendas, por que não o "NewTee"? A propósito, como vai o Monstrinho?

Giovane da Silva said...

O carrinho ficou muito bom, embora releitura não deixou de incluir o "padrão" de design da montadora! Porém pelo formato da carroceria, seria um anti-Soul, mas pelo fato de ser releitura, não faria feio perto de PT Cruiser, New Beetle...

AIRpower said...

Simplesmente sensacional! Muito bom mesmo.

_________________________________________________________________________
Se você gosta do Fusca e seus derivados, acesse www.fuscanafoto.blogspot.com/ e confira as mais belas e curiosas imagens do universo aircooled. E não esqueça de deixar seu comentário!

Joao Kleber Amaral - Lages,SC said...

Haaa ta de sacanagem em Du!! Cara sem pelavras pra definir esse trabalho!, sensacional é uma aula de design, fazer releituras de muscles é até facil mas bater na horigem é brincadeira! Trazer um carro de mais de 100 anos de volta a vida e com qualidades que nem todos os modelos atuais tem é coisa de mestre!!
o T esta moderno, sofisticado, versátil, atual!! e mesmo assim se reconhecem linhas do primeiro modelo nele!! Impossível ver o formato do teto e não lembrar do antigo T!, assim como a grade dianteira en conjunto com os faróis e piscas além de formarem o T os piscas ligando o farol a grade ainda faz alusão as astes de suporte do antigo T. rodas "raiadas", formato dos paralamas....
PERFEITO!!!
Parabéns DU não é a toa que vc é a maior referencia pra nós que gostamos de DESIGN acima de qualquer interesse obscuro das montadoras de auto atuais.

Du said...

Como escrevi, é esquisito, mas a concorrência (PT,HHR e Soul) tb sãoe a idéia inicial era mesmo um miltiuso, pois sempre achava o Doblo com cara de Guarda-Louça, daí a idéia foi amadurecendo para esse lado, ele teria até porta corrediça, mas no fim ficou um pouco mais baixo que os multiusos e decidi deixa-lo como um tipo de Crossover.

camachoreal said...

Cara, vc se superou. E olha que acho o que vc faz, sensacional (nao teve nenhum unico que nao tivesse gostado muito). Mas este Ford T está demais.

Nao minha humilhissima opiniao, ainda que deixasse o carro menos moderno, acho que o parachoque dianteiro nao precisaria alcançar o paralama, deixando uma fresta, a lá Jeep Wrangler. Ficaria ainda mais parecido como T original. Mas é só uma opiniao...

Parabens

Elizandor said...

Parabéns, excelente e o capricho da apresentação é nota 100.

Só um detalhe, o estepe amostra na traseira traria problemas com as novas normas de crash test mundo afora.

Du said...

Bom, ele fica pra dentro do parachoque, acima, eu não sei, mas é só um estudo, ninguem vai fabricar essa cousa mesmo... rsrs

Ricardo said...

Du,
Acompanho seu trabalho há algum tempo, é fantástico, pra quem gosta de carro então nem se fala.
Esse Ford T e o Pixel mostram que vc também é um grande criador.
Porque vc não recria também os interiores dos carros? Ia ficar bem legal.
Abraços e sucesso

ricardo said...

Cara, fantástico! Esse Ford T e o Pix (Eye) mostram que vc é um criador de automoveis.
Porque vc não cria também os interiores, ia ficar bem legal.
Abs e sucesso.

Anonymous said...

VI SEU BLOG NA CLASSIC SHOW MAGAZINE...
MEUS PARABÉNS, OS CARROS SÃO DEMAIS... VC CONSTRUIU ALGUM EM FIBRA DE VIDRO? SE SIM, QUAL...
SENTI FALTA DA ROMI-ISETTE, OU SIMPLESMANTE NÃO A VI?

Nanael Soubaim said...

Olhando bem, com essas linhas tão retas, bem que poderia servir de base para um Gurgel.

Anonymous said...

Genial!

Anonymous said...

Du,

Conselho de amigo, registra patente desse negócio, porque o fato é o seguinte, qualquer um pode copiar ele (embora fique melhor como Ford T) e dizer que é a reedição de um modelo das década de 20 ou 30.

Está muito bom!!!!

Como sugestão somente diria para que ao terminar o pára-lamas dianteiro próximo do extribo, a parte interna fosse circular (acompanhando o pneu) daria outra impressão na vista do modelo e um ar mais envolvente.

No mais, talvez propor uma versão com teto de vidro e/ou canvas (teto de lona) e uma conversível de quatro-portas.

Mas ficou show. Registra esse desenho que esse é não somente uma pura reedição, carrega algo que ninguém conseguiu até hoje estabelecer conexão de estilo entre um modelo dos anos 20 e 30 com os modelos atuais.

Abraços,

J.I.Hosang

Paulo Ricardo said...

porque apagou os comentários criticando o carro???

isso não se faz Du, vc me decepsionou e a outros com certeza ou vc acha q vai ficar por isso mesmo? as pessoas vão comentar q vc não liberou os comentários criticando o desenho q é muito discutível e com certeza não é algo q cai no gosto rápido

Du said...

Paulo, não chegou nada pra mim, manda de novo, pois eu só bloqueio spam, mas muita gente mesmo está reclamando pra mim mas que os comentários nao chegam.

Du said...

E também bloqueio anônimos mal educados que dizem coisas que não tem nada a ver com o blog. rsrs

hygormg said...

Hey Du... Eu sou um aficcionado por carros como você. Vc é muito talentoso, eu diria um dos melhores designers do mundo. Só falta a oportunidade de trabalhar em um grande studio/montadora. Tomei a liberdade de postar o link para esse trabalho no fórum da revista MotorTrend aqui nos USA. Não postei fotos pq eles são rígidos qnto ao copyright. A não ser que vc me autorize a usá-las. Os comentários são muito bons.

Diguinho said...

Fantástico DU, 100%. Eu achei que era missão impossível, mas pra quem tem XP a coisa fica fácil. XP = eXPeriência. Quanto aos comentários, poda mesmo, sem perdão. Tem gente que não tem o que fazer e entra pra criticar por pura inveja. Nota 10 esse Ford T.

Du said...

hygormg, tranquilo cara, manda bala. depois manda o link pra gente.

hygormg said...

Foi mal cara... esqueci de mandar o link hehehe

http://forums.motortrend.com/70/8048753/the-artists-loft/2012-ford-model-t/index.html

Paulo Ricardo said...

ha ok me desculpe então du pode apagar o outro post.

bem o q tinha dito é q acho as linhas angulosas demais, ele está muito bom para um concept car mas não para um carro de produção, acho q têm um certo exagero ns ângulos e poderia ser mais suaves e harmoniosos sem perder a identidade.

espero q o conversível vc concerte isso e dê uma suavizada nas linhas do carro.

Carlos Alberto Lemes de Andrade said...

ô Du: interessante seria alguém (uma montadora) resolver fazer um modelo desses. Seria um barato, com certeza!!! Sua concepção é simplesmente maravilhosa...

Diguinho said...

Sabe que o Paulo Ricardo deu uma ótima ideia?! Não necessariamente uma montadora, mas uma empresa que possa montar, mesmo em fibra o conceito, já que o design é original do DU. Como faz a Chamonix. Imagina? Ficaria muito legal.

cRiPpLe_rOoStEr a.k.a. Kamikaze said...

dessa vez tu se superou du... se a ford resolvesse produzir esse modelo seria uma grande sacada não só para competir entre os modelos retrô como new beetle, fiat 500, chevrolet hhr e pt cruiser mas tb entre alguns crossovers como o jeep compass, toyota rav4, honda crv e element, chevrolet equinox e eventualmente poderia até canibalizar o ecosport e o escape... quanto aos motores, eu acredito que uma versão flex do 1.6 ecoboost e o 1.8tdci do focus acabariam sendo os motores mais adequados...

a propósito: faz tb umas versões pickup... uma cabine dupla com portas suicidas atrás ficaria interessante...

Du said...

As linhas muito retas são as características dos primeiros modelos T, ele era um modelo mais rudimentar, coisa que suavizou mais em sua evolução, se tudo der certo pretendo evoluir para o modelo A de 1928.
Tenho idéia sim de fazer a picape após o Roadster, a propósito, o roadster sim poderia entrar em produção como um divertido fora-de-série.

Nanael Soubaim said...

Não só divertido, mas útil. Leve como seria, um motor de motocicleta (CG 150 flex, por exemplo) daria conta do recado, seria extremamente econômico e apropriado para o uso urbano, principalmente para iniciantes ao volante.

Guilherme said...

Tu podia fazer o novo romi-isetta

Daniel Ramos de Oliveira said...

Ficou ótimo esse trabalho Du.Ficou bem fiel as "linhas" do T.Ficou sem duvida muito bonito,você deveria enviar esse projeto pra a Ford,sem brincadeira,acredito que ia fazer um bom sucesso,especialmente nos EUA,e ele ficou bem mais bonito do que o HHR ou o PT Ceuiser.Mas uma vez:MEUS PARABÉNS!UM BELISSIMO TRABALHO!FIQUEI COM VONTADE DE COMPRAR ELE :D

Guilherme said...

Du faz FOX Pickup e um sedan e um furgão e um fox Coupe

draco leone said...

Ola, achei o projeto bem interessante, mais acredito que como a diferença de tempo é muito grande, o design não tinha uma base e o carro teve de ser reinventado, e para as tendencias algumas coisas teriam de ser alteradas, as idéias em geral são legais, mais achei o motor 2.0 muito exagerado, um 1.6 seria mais apropriado para um carro deste porte, que se competisse contra o pt cruiser precisaria ser mais luxuoso e não esportivo, o design ficou extremamente retilineo, o que deixou o carro desagravel, quanto as lanternas, foi a parte que mais gostei, a traseira me lembrou dos faróis do volt e de algumas criaço~es suas como o opala e o pixel. o Ford T poderia ser um bom carro de imagem, pelo estilo, daria um bom concorrente ao Kia Soul dependendo da faixa de preço.

Conclusão: a idéia do carro seria um belo trunfo para a Ford, um carro de imagem com truques espertos como o t formado pela grade e o porta ferramentas, no entanto, achei o design muito controverso, acredito que se o carro não teria coluna central, aquelas borrachas não seriam necessarias e a traseira enclinada que foi usada para dar um ar retro sacrificaria uma coisa importantissima hoje em dia: o porta-malas.Também acho que o carro em si não combina com o parachoque dianteiro, que poderia levar linhas mais arredondadas

Du said...

Opa, o T está começando a ficar internacional, além do forum da motortrend, uma matéria legal no blog Carscoop. http://carscoop.blogspot.com/2010/01/designer-creates-ford-model-t-of-21st.html

El Misionero said...

Seguinte, Du. Híbrido é o carvalho. Mete logo um motor V8 nessa potroca. Pode imaginar até um modelo em versão maior. Uns 40 a 60cm a mais de comprimento e distância entreeixos. Uns 20 a 30cm a mais na largura a nas bitolas. E um tremendo V8. Pode reformular um 427, pondo nele cabeçotes modernos com duplo comando de válvulas, e quatro válvulas por cilindro. Basta "flexibilizar" o dito-cujo, e tudo bem. E pro inferno com os malditos econazistas.

geraldo gatto said...

Gostei muito. O cuidado das linhas dos paralamas e do teto se destacam nesta releitura. Boa a solução do estepe "continental". Já pensou em fazer a Coluna C menor e um pouco curva? A proposta do "T" original era multiuso e é assim que uma releitura deveria se apresentar. Parabéns.

Anonymous said...

Du,


Vê se registra a patente deste modelo!! Senão... Vais deixar de ganhar um cascalho! HEHE!!

Sobre o Ford T, fiz um comentário há alguns dias, mas não saiu também, veja algumas sugestões:

Faz com teto de Vidro ou Canvas (Teto de lona)
Faz a Pick Up
Faz a Baratinha (com o banco de sogra)
E como sugestão, faça a linha interna do pára-lamas dianteiro acompanhar a roda, ou seja, em formato circular, a externa, obviamente você manteria como está.

Du, quanto a Linha S10 e Blazer, a GM vai fazer alguma coisa barata, mas ainda não tem nada da carroceria aparecendo, a única coisa que se sabe é que será sobre o chassis da D-Max da Isuzu, nada mais. Se fizeres algo que remeta a atual com traços de tendência dos Opel, provavelmente servirá de inspiração.

Sds.,


J.I.Hosang

Du said...

J.I. como eu disse teremos o roadster, ou baratinha, nesta semana, mas banco de sogra nos dias de hoje com todas essas leis de segurança é pouco viável,
O paralama dianteiro reto é influência do primeiro modelo T que era assim, paralamas arredondados serão quando eu fizer o modelo A,
A picape está sendo estudada também.

Sergio said...

Du,
Porque você não entra em contato com a Ford, pois uma vez que eles compraram a Troller, que seria o canal ideal para a (baixa) produção de um carro como esse, aproveitando a onda da nostalgia, com todo mundo (inclusive a própria Ford) entrando nessa

Du said...

Sergio, acredito que a Ford já tenha uma equipe competente e que não façam nada terceirizado e da última vez que enviei um trabalho para uma montadora quase rendeu um processo... hehe.
Mas confesso que as vezes tenho vontade de morar no exterior...

Anonymous said...

Du,

Na verdade eu sugeri que Você somente fizesse com que a curva interna do para-lamas fosse circular, acompanhando o pneu, a parte externa continuaria reta/quadrada.

Sobre o banco da sogra, tudo bem que é inseguro, mas se vocês tivessem sogra... Saberiam da utilidade dele! HEHE!!

Sds.,

J.I.Hosang

renan said...

Bom, naum sei se jah te deram essa sugestão, ou se vc jah fez isso, mas esse T ficou bom o suficiente para mandar para a C/D(ou para dar uma inspiração a Ford ;D)

Anonymous said...

Bom, naum sei se jah te deram essa sugestão, ou se vc jah fez isso, mas esse T ficou bom o suficiente para mandar para a C/D(ou para dar uma inspiração a Ford ;D)

wascee said...

Muito bom! As linhas remetem aos modelos da época mas nos dias de hoje. Incrível!

A marca d'água "www.irmaododecio.blogspot.com" acaba com a arte. Pense em tirá-la ou ao menos posicioná-la fora dos carros.

É como uma foto que tiramos de alguém ou de alguma paisagem, que vem com a data impressa. Destrói a foto!

Mais uma vez parabéns!!!

Du said...

No começo eu fazia isso, colocava a marca bem no cantinho, mas tinha gente que cortava o meu link, colocavam a marca deles e não diziam quem fez e as vezes a imagem vagava pelo google como um filho sem pai.
Fui obrigado a fazer isso.

Ken said...

Bem feio.