16.1.10

Gol BX e família




  Como o Gol já é um clássico nacional, merecia uma postagem maior reunindo toda a família...
O Gol GTi (ou GT como quiserem) já havia postado faz algum tempo, era como uma releitura do Gol quadrado (BX) usando de base o novo Polo europeu, esse GTi ostenta a mesma cor azul e parachoque cinza, versão que ficou famosa entre a garotada da época. A coluna traseira mais inclinada diferenciava o Gol dos demais VW alemães.

Faltava fazer a traseira, não existiu versão 4 portas do quadrado, mas decidi incluir para se adequar aos novos tempos. O que lembrava o Gol dos anos 80 eram as lanternas horizontais.

A Parati também resgata traços da antiga, mas agora com 4 portas, ganha um toque bem mais esportivo.


O Voyage está mais imponente e seria um interessante rival para o Siena.

Na Saveiro sem tantas novidades, apenas uma pequena janela atrás para aumentar o espaço na cabine.

História do Gol e derivados

Considerado por muitos como o substituto do Fusca no Brasil, o Gol, de design nacional, surgiu em 1980 com um motor dianteiro refrigerado a ar, de 1300cm3, no ano seguinte a cilindrada aumentou para 1600cm3. Logo em seguida veio a picape Saveiro.
Em 1981 surgiria o sedan Voyage, derivado do Gol mas com frente diferente e um motor refrigerado a água de 1500cm3 vindo do Passat, depois surgiria uma versão 4 portas. Alguns anos depois fora exportado para os EUA com o nome Fox. Em 1982 o motor do Voyage passaria para 1600 cm3, Nesse ano ganhou a versão perua, a Parati que usava a mesma mecânica refrigerada a água, O Gol ganhou uma versão especial chamada Copa.
Entre 1984 e 1985 Gol e Saveiro ganhariam a mesma frente do Voyage/Parati e motores refrigerados a água. Em 1984 o esportivo Gol GT vinha com um motor de 1800 cm3. Em 1987 toda a linha ganha nova frente, os piscas ganham a lateral, a traseira ficou mais comprida e novo painel.
No ano seguinte a versão GTi com o motor de 2000cm3 do Santana contava com uma novidade, injeção eletrônica, com sua cor azul e para-choques prateados, o GTi foi muito cultuado pelos fans de plantão. Tinha também a versão GTS com 1800 cm3.
Em 1990 com a Autolatina, as versões básicas ganharam o motor AE 1600 da Ford. Em 1991 uma nova mudança, farois mais estreitos, e nova tampa do porta-malas. Surgiria também uma versão de 1000cm3, de origem Ford, o Gol 1000.

Em 1994 uma nova geração do Gol, completamente nova, com linhas arredondadas (o Gol "Bolinha"), mas ainda com motor longitudinal, era mais fácil e rápido de montar, o GTi após um intervalo retornaria em 1995.
Em 1995 o Voyage deixaria de ser produzido, porém no ano seguinte Parati e Saveiro ganhariam sobrevida em suas novas gerações.
Em 1996 é a vez do Gol GTi 2.0 e 16 válvulas, com impressionantes 145 hps, aquele com uma bolha no capô. O modelo quadrado ainda era produzido na versão 1000.
Em 1997 já com todos os modelos com injeção multiponto, o motor 1.0 contaria com 16 válvulas.
Em 1998 surge a inédita versão 4 portas. É lançada também a versão GLS de 2000 cm3.
Em 1999, uma nova frente, traseira e painel, o que a VW chamava de Geração III. Mas a versão de 94 ficou como a básica de 1000cm3, o Gol Special. O GTi foi produzido até 2000 e nesse ano ainda foi criada a versão 1.0 16v Turbo, que gerava 112 hp.

Em 2005 o Gol, Parati e Saveiro ganham uma nova frente, traseira e painel, popularmente conhecida como G4. O Gol apesar da concorrência pesada da Fiat, ainda é o modelo mais vendido no Brasil desde 1987.
Recentemente o Gol ganhou uma geração totalmente nova e agora com motor transversal, logo em seguida o retorno do Voyage e por fim a nova Saveiro, com cabine estendida e tudo, agora só fica faltando a nova Parati, será que vem?

17 comments:

Raphael said...

empre me pergunto pq talentos como vc não estão trabalhando nas grandes empresas! Com certeza vc daria conta de substituir todo o centro de design da Chevrolet, por exemplo! parabéns cara!

Victor Braga e Bravo said...

Muito bom, realmente lembra os Gols "caixote". História completa também merece os parabens. Muito bom Du!

Anonymous said...

Eduardo,


O Voyage ficou coisa do outro mundo!!! Acho que se passar para as revistas vão pedir para adaptar na frente do Polo para preve como o futuro Polo Sedan.

A Saveiro ficou show. O Gol faltou algo na traseira, acho que um ajuste somente nas linhas entre para-choques e lanternas seria o suficiente, mas talvez também falte uma vigia depois das portas dos passageiros.

A Parati também ficou boa, mas talvez por aquele aprofundamento na quinta-porta daria um ar retrô. Mas mesmo assim está show!!

Agora, estive ontem pensando, por que você não faz uma versão renovada da Blazer e da S-10, feitas sobre o mesmo chassis e utilizando a mesma carroceria, mas com mudanças nos painéis externos?

Em tempo, se quiseres fotos dos carros da Geely para adaptar-los no estilo Volvo posso te enviar!!

Abraços,


J.I.Hosang

Paulo Ricardo said...

vc só faz isso pq não gosto de volkswagen... rs

ficaram fodas demais du

Leonardo said...

ja li e ouvi varias vezes q a parati vai sai de linha qdo a versão G4 parar de ser fabricada.

Jorge Afonso said...

A Parati ficou com um ar bem família... Gostei muito!
Poderia fazr a versão Surf dela?
Mas, nessa geração, joga o estepe para fora como no crossfox e adiciona estribos? Vai ficar um show!

Nanael Soubaim said...

Este voyage transmite muita dignidade, fosse um pouco maior poderia servir a Chefes de Estado.

draco leone said...

Sinceramente eu não gosto e nunca gostei do gol e derivados, só gostava do voyage com frente de gol gti, o resto, nunca gostei dos carros vw porque tem um design estranho, tem acabamento interno mal feito [bancos duros de tecido ruim] tals, mais gostei do gol feito por vc, mascara negra e farol menos inclinado dão um ar de mal e certa sofisticação, achei os faróis traseiros do gol muito altos, mais no voyage ficaram bons.
Enfim, achei que o arro ficaria mais bonito e sofisticado, mais tenho uma pergunta: todos os carros nacionais que vc faz, na vida real usam ou usaram calotas, rodas de liga leve é um luxo no brasil, como ficariam estes carros? eles não ficariam feios se fossem vendidos como pé de boi aqui no brasil?

Anonymous said...

CARA FICOU DEMAIS,A PARATI ENTÃO!!! PARABENS

Marcus Quintanilha

Anonymous said...

Primeiramente parabéns pelo trabalho. Faz um ano que acompanho o blog e está sempre entre os favoritos.
Como ficaria uma Parati com a cara nova???

Abração

Fabricio Takaasi

guilherme said...

Já que a Volks não vai mais fazer a Parati, porque você não faz a Parati baseada no Gol G5?
Esses seus carros são muito bons, o mercado brasileiro merece carros assim!

Du said...

Olha ela aqui http://irmaododecio.blogspot.com/2008/07/parati-nf.html

Marco023 said...

NOSSA UM FIAT STILO DA VOLKSWAGEN?

Gatao said...

D+++!
Mto bom...
Eu particularmente não gostei mto da parati
mas o gol e o voyage
nota 10!
Alguns acertos e estariam prontos pra produção
parabéns

V8 said...

Sobre a parati, uma dica: as lanternas traseiras, juntamente com a tampa do porta-malas deveriam ter um corte em V na estrutura, como a primeira parati e na última G3. Aliás, foi a traseira mais bonita da G3. A lateral, para fica com cara de Parati, tem que ter um vidro traseiro característicamente grande e com pouca inclinação no corte. Pode observar que na parati G2 2 ou 4 portas, houve preocupação em manter essa identidade. O teto poderia ser mais reto também. Aliás, na minha opinião, se a VW quisesse manter a parati, poderia fazer um Touareg em versão miniaturizada, ficaria perfeito. Quem não se lembra da Touareg da Redbull?

Parabéns pelo Blog, é excelente!

Raí Carlos said...

Quanto mais eu visito esse blog mais me surpreendo, ainda não tinha visto estes trabalhos e realmente ficaram muito legais, o design chega até ser mais bonito do que os da própria VW. Mais uma vez parabéns Du, excelente trabalho !!!

Bucco said...

GTS também era 2.0, assim como o GTI. A diferença é que o GTI era injetado, enquanto o GTS, carburado. Tinha opção pra todo gosto!