23.5.10

Belos nacionais

Alguns dos mais belos nacionais que fizeram parte de nossa história,  citei muitos carros de outras décadas pois sou suspeito, sempre admirei os carros que fizeram a nossa história (não desmerecendo os atuais) e alguns deles projetados aqui...


Simca Chambord - De origem francesa na base do Ford Vedette, o desenho do Chambord possuia traços bem americanos dos anos 50, foi um carro extremamente bonito, desde a grade trabalhada até o rabo-de-peixe.

Vemag Fissore - Concebido pelo estúdio italiano de mesmo nome o Fissore foi uma tentativa da Vemag de lançar um carro luxuoso, com linhas elegantes  e a frente do seu tempo possuia ampla área envidraçada, esbanjava luxo e estilo.

SP2 - Considerado um dos VW mais belos do mundo, o SP2 tinha um desenho único  e projetado aqui, mas não durou muito devido a carroceria de aço ser pesada demais para o fraco motor.

O Bianco era um fora-de-série brasileiro apresentado em 1976, uma obra-prima de Toni Bianco, usava carroceria de fibra de vidro e era inspirado em carros protótipos de competição da época.

Puma GT (DKW) - Inicialmente era apenas GT Malzoni, uma criação de Rino Malzoni, um GT despojado voltado para competição mas teve algumas unidades vendidas, tempo depois como Puma GT, e algumas modificações estéticas inspiradas na Ferrari 275, de motor DKW dianteiro, foi o primeiro Puma da história, foi produzido apenas em 1967.
Puma GTE - Com o fim da DKW, chegou a vez do Puma com mecânica VW, resultou neste belo esportivo com inspiração no Lamborghini Miura, este Puma era o popular "tubarão", com direito a guelras e tudo.
FNM 2000 - Se tratava de um legítimo Alfa Romeo, o FNM (ou JK) era um dos carros mais sofisticados do país, e caros também. Ostentava o logo que dava uma grande saliência ao capô.
Karmann-Ghia - Foi projetado pela italiana Ghia e produzido pela alemã Karmann sobre o chassi VW, e o carro era vendido pela VW,  de linhas exóticas e curvilíneas, a preocupação com o design acabou sacrificando o espaço interno, a pequena cabine não dava espaço para a cabeça de quem ia atrás, mas o design era o charme do carro.

Brasinca 4200 GT - Projetado por Rigoberto Soler Gisbert, o Brasinca (mais tarde Uirapuru) tem sua carroceria feita de chapas de aço moldadas a mão e motor da picape Chevrolet, seu estilo ao mesmo tempo mescla elementos de vários esportivos pelo mundo mas tem uma personalidade própria, sua  cabine é recuada e o capô é longo e baixo, e a traseira é curta, há uma interessante dobra na cintura que circulava por todos os lados do carro. Coincidência ou não pouco tempo depois o modelo inglês Jensen Interceptor foi lançado e tinha linhas bem semelhantes as do Brasinca.

Outros belos

Muitos outros carros também considero belos, para não cometer injustiças segue na imagem acima um resumo de outros carros que merecem destaque:
Concorde: Seu desenho é inspirado nos grandes carros da  década de 30 como o Mercedes 540K mas o interessante é que o Concorde não é uma réplica, tem seu desenho próprio.
Interlagos: Foi o carro mais belo da Willys, na verdade era o francês Alpine, um pequeno esportivo de linhas ousadas.
Karmann-ghia TC: Invenção nacional, não era tão belo quanto o primeiro KG, mas tinha sua beleza, foi inspirado no Porsche 911.
Corcel II: Apesar de ser um carro comum, gosto do desenho do Corcel, que inovou nas  linhas retas a seu desenho e faróis quadrados, novidade para a época.
SM 4.1: Era um carro interessante, seu desenho quase todo de linhas triangulares foi projetado pela filha do dono da Santa Matilde, e quem disse que mulher não entende de carro? Mas o único ponto fraco era a traseira um pouco acanhada, em compensação a frente era belíssima.

Réplicas -Réplica conta? se for fabricado no Brasil conta sim !

Glaspac Cobra - O desenho criado pela AC inglesa em cooperação com a Ford proporcionaram linhas curvas e musculosas, estilo aliado ao V8 302 resulta em um carro empolgante.
Fera XK - O fabricante era a Bola, que produziu a réplica do belíssimo Jaguar Xk120, o da  foto deve ser um Jaguar mesmo pois não achei uma foto do Fera, mas externamente entre os dois quase não há diferença.
Avalone - Réplica do MG, mas diferente do MP Lafer, o Avalone tinha motor Chevette dianteiro, caiu como uma luva, pois era longitudinal e de tração traseira, além das elegantes linhas.
Chamonix Super 90 - Réplica perfeita dos primeiros Porsche, possui o motor ideal, (mecânica VW a ar) não tão diferente do modelo original, sem contar a excelente qualidade de fabricação da Chamonix.

Atuais - Para não dizer que só gosto de carro antigo, descrevo o que há de mais interessante dos carros mais atuais.
Punto - foi um dos poucos Fiats que me impressionaram pelo desenho, de frente parece um carro esportivo devido a sua frente em cunha e os faróis a lá Maserati.
206 - Apesar de não estar mais em produção aqui (ainda está, mas forçaram um nome 207 nele) foi um dos mais belos compactos que o Brasil produziu, o carro marcou uma mudança no desenho dos carros da Peugeot.
Megane - Apesar da versão hatch (de gosto duvidoso) que nunca veio ao Brasil (agradeço), o sedan é um raro Renault bonito, mas parece que não agradou ao público em geral, o que é uma pena.
Civic (new) - Um carro que apesar de estar a um bom tempo no mercado, ainda me agrada muito ao vê-lo e causou euforia no seu lançamento diante de tanta ousadia, suas linhas suaves e baixas dão um toque de modernidade e esportividade, mas a preocupação no design prejudicou o espaço principalmente para o porta-malas.

Futuros belos nacionais
Se forem confirmadas as respectivas produções no Brasil, o Fiesta "famoso verve" hatch já é um dos mais belos compactos em produção, mas temo que virá do méxico, já o sedan não me agradou muito. O Bravo segue o estilo agressivo do Punto, outro belo Fiat.

Claro que há muitos outros nacionais que eu gosto, pois tem carrinho feio que acho muito simpatico, mas como o quesito aqui é padrão de beleza, escolhi estes.

24 comments:

ZERO II said...

Glaspac Cobra???? Ainda acha???

Dan Palatnik said...

Beleza é um conceito tão subjetivo... em se tratando de automóvel então!
O JK era mesmo enxuto, e o Simca tinha um jeito esbelto de francesa. Ambos muito elegantes em contraste com o Aero parrudão.

Hoje, apesar do cetro do bom design estar na mão dos franceses acho os Fiats equilibradíssimos, como a última reforma da família Palio -- excluído o complicado Novo Uno.
Gostei muito do Ford Start no que ele tem de despojado, e admiro a coragem da Kia em inovar radicalmente o design de sua linha, coisa que falta a muito japonês, europeu e por que não?, americano.

Du said...

Também gostei do Start, seria uma grande idéia para um Ka, mas pena que a maioria deses conceitos não vão pra frente, ou se vão herdam muito pouco do protótipo.

Jorge Afonso said...

Du, você falou aí do SP2. como você acha que ficaria se ele fosse fabricado hoje (SP3)?
E continuando o assunto VW, teria como fazer uma nova Kombi, pois, convenhamos que este deve ser o carro com o design mais desatualizado de todos que rodam no Brasil...

Darthvex said...

Eu gosto muito do Polo Sedan. Frente do atual daqui com a traseira do anterior. Possui as janelas, principalmente a 3a como as do Megane.

O Focus tb é interessante. Por dentro, o som da Sony dá um ar interessante.

Du said...

Fiz o SP3 faz um tempinho, procura no indice por marca ao lado, pra Kombi já disse que vou fazer, mas ao seu tempo.

Nanael Soubaim said...

O SP2 foi vítima não do peso, que em uma carroceria de aço significa qualidade, mas da teimosia da montadora em ignorar a existência (ainda hoje) de kits prontos, muitos deles usados pela matriz na época, que podiam facilmente mandar a potência líquida para acima dos cem cavalos. Oitenta já teriam feito uma baita diferença e a boa aerodinâmica faria Opalas comerem poeira.

velozes said...

Para falar a verdade, gosto mais do corcel 1, não do 2.
E faltou o novo gol.







Guilherme

Sandro said...

Du, você comentou sobre o novo Fiesta (Verve) e mostrou uma foto do hatch europeu. O mexicano tem uma frente diferente com alguns detalhes no parachoque que eu não gostei. E você, prefere o europeu ou o mexicano. Ou quem sabe você teria na manga uma idéia de uma frente própria para o Brasil? Fica a sugestão para um novo post...

draco leone said...

Uh, achar a beleza dos carros é muito relativo, muda de pessoa para pessoa, achei sua lista no minimo estranha rsrsrs.
Aprecio o desenho dos carros antigos propostos, mas não acho o corcel um carro digno de se denominar bonito, acho o del rey muito mais bonito em comparação, entre todos gostei mais do karmann ghia, um dos poucos volkswagen que acho "bonito", mais pra carismático e simpático, quanto aos carros novos concordo que o peugeot, civic e o punto são carros bem desenhados, e quanto ao megane, acho que a frente é um espetaculo, mas a traseira estraga.

Quanto ao fiesta e ao bravo, acho carros extremamente feios, o bravo ateh se salva por ter semelhanças ao punto, mas o fiesta merece o titulo de Agile da ford, não gosto dos desenhos atuais de carros, acho que a novidade e diferenciação do modelo estão sobrepondo demais o conceito agradavel, carros desproporcionais com faróis gigantes não é algo que indique beleza para mim.

O que da dó é os brasileiros fazerem réplicas, originalidade é uma boa, brasileiros são criativos, precisam saber usar a criatividade.

Acho que a lista teve seus pontos máximos mas também teve pontos muito baixos.

Du said...

Tanto faz mexicano ou europeu, desde que seja o Verve mesmo e não outra mudança de frente do fiesta velho. rs

Outra coisa, pessoal não está entendendo o espírito da coisa, dizem que faltou este, faltou aquele, gosto é relativo e é de cada um, eu listei os que acho bonitos na minha opinião, não os que tem melhor performance e tal, quem quiser fazer seus favoritos, que liste nos comentários, é essa a idéia da postagem, pois se for agradar a todos a lista vai pra 100, rs, eu só dei um empurrão inicial.

abs.

Victor Braga e Bravo said...

Du, esqueceu do Corolla Dual VVTi... [/corollista]
Corolla é o caramba! Carro que trava o acelerador nao merece estar nessa lista, o negocio é Focus [/fordista]

zoa

Para mim o auge foi nessa decada de 60 a 80, que tivemos carros que podemos chamar realmente de "nacionais", com projetos brasileiros. Mas nao é só por causa da nacionalidade, o design dessa época tem o seu charme, os carros tinham mais opções de cores e sem contar na explosão de esportivos e foras-de-série. Hoje "esportivos" no mercado não passam de carros populares (nada comtra eles) maquiados com spoilers, rodas maiores, sem contar com essa explosão de "aventureiros" que devem travar facilmente na lama. Às vezes tenho a impressão de ter nascido na época errada. rs

Nanael Soubaim said...

Houve época em que as siglas "SS", "GT", "Sport" eram levadas à sério. A diferença de desempenho entre um Gol GT e um Gol manso era gritante, nem falo da distância entre um Opala Coupé 250S e uma Caravan 151". Nem um coletor de plástico com fluxo mais livre ele põe no mortor para, pelo menos, dar um som mais vigoroso.

Mano said...

Du, só a título de esclarecimento, o Fera XK e o Jaguar XK120 tinham uma pequena diferença: o Fera era mais largo para acomodar o motor do Opala. Olhando os dois de frente (coisa difícil de acontecer) dava para perceber a maior largura da réplica.

Du said...

Sabia que havia uma diferença mas não sabia o que, obigado ao Mano !

Fiat Owner said...

Nem tudo se baseia em quantidade de cavalos mas sim no peso/potência, aerodinamica,suspensão, basta ver o Uno Turbo com 118cv anda na frente dos Audi/Golf GTI 150cv.

Linus said...

Minha lista seria masomenos essa, só tiraria o FNM, e incluiria o Pointer.

Marcelo said...

Pois é... o Uno Turbo, uma lenda. Mas a sua beleza esta mais na engenharia do que a lataria.

De fato, sua aparência externa era de que um carro era tunado e extravagante para um popular. Mero engano, as sainhas eram pesadas e serviam para dar maior estabilidade, as rodas aro 14 foram necessárias pois o freio traseiro a tambor não deixava colocar aro 13 e todas as entradas de ar do parachoque frontal tem utilização.

Nanael Soubaim said...

O desenho do Uno Turbo foi feito para funcionar, não para impressionar os olhos, o que acabou acontecendo como efeito colateral. Turbo e intercooler deveriam ser obrigatórios, reduzem muito as emissões.

Heliofig said...

Ei!!

Faltou o Vectra 1996. Era um carro que causou tanto impacto quanto o Civic 2006.

Hebert said...

Du,
Senti falta do DKW

Hebert

Du said...

DKW Fissore ! rs

joao victor said...

pra os fans da SP2, a hot wheels vai lançou uma niniatura dela pra esse ano, dela e do maverick.
realmente todos os carros sao belos, adoro os carros dos anos 70 da VW

Miura Original said...

Nenhum dos modelos Miura merecem destaque? Caramba!